Projetos para o futuro

No período de 2015 à 2020, estarei envolvida em diferentes ações artísticas, educacionais, bem como, em ações de empreendedorismo pessoal, cultural e social; projetos-sonhos.

Com a categoria teatral de Belém, já me encontro envolvida na criação dos seguintes espetáculos:

Esse Corpo que me veste“, experimento cênico resultante de bolsa de pesquisa da Fundação Cultural do Pará – 2015, sob a coordenação da artista-pesquisadora Olinda Charone, com dramaturgia de Edyr Augusto Proença. Performes do  experimento: Olinda Charone e Zê Charone, integrantes do Grupo Cuíra do Pará (2015);

Correndo risco de vida“, um solo no formato de Teatro Narrativo, primeiro de uma série intitulada ” Histórias para contar de Si-mesma” que será construída no decorrer da vida e resultante da oficina Cartografias do Afeto sob a orientação do artista multimídia paraense Armando Queirós. (2015);

Auto do Coração“, cortejo nas ruas da Campina, com dramaturgia de Edyr Augusto Proença, pelo Grupo Cuíra do Pará (2015);

Palhaça que pariu!“, com dramaturgia e interpretação de Andréa Flores, pela Coletivas Xoxós (2015);

Oh de casa! Posso entrar para Cuidar” Criação Coletiva, pela Coletivas Xoxós (2016).

Morra Moby Dick“, com dramaturgia de Wlad Lima e Mary Anne Frazão, pela Dramática Companhia (2016).

Fora do Mapa“, livre adaptação da obra literária “A Máquina” de Adriana Falcão, com os alunos do Curso Livre de Teatro do Poética Criatura  (2017);

Na Escola de Teatro da UFPA pretendo participar na criação dos seguintes espetáculos, com alunos do Curso Técnico de Formação de Ator, do Curso Básico de Teatro e com participantes do GTrUa:

Encostos Solados” – Projeto de intervenção de rua com bonecos-próteses, livre criação dos performeres-manipuladores, do GTrUa (2015).

Sonhos acordados em Vidas dormidas“, livre adaptação da obra literária “Terra Sonâmbula” de Mia Couto, com o alunos do Curso Técnico de Teatro (2017).

No credenciamento do GEPETU – Grupo de Estudo, Pesquisa e Experimentação  de Teatro e Universidade, pelo CNPq, que abrigará tanto as pesquisas sobre Processos de Criação e de Formação de Jovens Encenadores quanto as realizações artísticas dos Grupos de Teatro da Universidade Federal do Pará – GTU e GTrUa. O primeiro com mais de 50 anos de existência, 2015;

Na organização editorial do Pura Invenção – Cadernos de Artes Cênicas, produção do GEPETU, em parceria com o Núcleo Docente Estruturante – o NDE – da Licenciatura Plena em Teatro da ETDUFPA \ ICA \ UFPA (2015).

Na concepção e abertura do POÉTICA CRIATURA – Tetro de Porão e Espaço de Convivência de Vida e Arte – com sede no bairro histórico da cidade de Belém do Pará (Cidade Velha), em caráter associativo com o Grupo Cuíra do Pará, com o início de funcionamento previsto para o final de 2015.

Na abertura do ATA-me: Agenciamentos Técnicos-Artísticos e Empreendedorismos, nas perspectivas, de crítica e clínica, do Cuidado de Si e da Potência Criadora (Processos de Criação, Projetos de Pesquisa e Acompanhamento de Carreira ), em caráter privado, 2016.

Na abertura do Curso de Doutorado em Artes do PPGArtes (já em processo de aprovação) – Programa de Pós-graduação em Artes do ICA \ UFPA (2016), que fará parte da COLLUM – Rede Internacional de Formação Doutoral em Estudos Pós-coloniais entre universidades brasileiras, portuguesas, moçambicanas, caboverdianas, angolanas, francesas, espanholas, polonesas e outras. Esse Programa Doutoral Internacional terá o caráter de co-tutela, com dupla diplomação – universidade de origem e universidade de recepção do estágio;

Na reestruturação da Editora do PPGArtes, com a participação efetiva no Comitê Científico de suas publicações, entre elas, a da Revista Arteriais.

Na concepção e aprovação do Curso Superior Tecnológico de Direção de Cena, a ser implantado – em caráter experimental – na ETDUFPA \ ICA \ UFPA, em 2017;

Na negociação de meu segundo estágio pós-doutor, junto ao PPGArtes \ UFMG sob supervisão de Fernando Mencareli a ser realizado em 2016\2017, com a pesquisa intitulada DOUTORES DA FLORESTA: Atos de Pesquisar com Peles e Saberes Amazônidas

Na construção de uma nova tese intitulada,  POÉTICOS PENSADORES NAS VÍSCERAS DA PESQUISA: OBRAS E REFLEXÕES DE ARTISTAS COMO REFERENCIAIS TEÓRICOS DE PRIMEIRA GRANDEZA NA ACADEMIA DAS ARTES; e na preparação de meu memorial de vida e formação intitulado, ESCAVADORA DE CENAS: RELATOS DE OFICIO NA HISTORIA DE VIDA DE WLAD LIMA. A tese e o Memorial, construídos no quadriênio 2015\2016\2017\2018, serão apresentados em concurso, de caráter publico e nacional, à uma vaga de professor – Titular Livre – da carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, a ser solicitada via ETDUFPA \ ICA \ UFPA, junto ao MEC em junho de 2018. Palavras-chaves: Epistemologias Inventivas na Pesquisa em Artes.

Na negociação de meu terceiro estágio pós-doutoral (estágio sênior), junto a uma das universidades integrantes da COLLUM – Rede Internacional de Formação em Estudos Pós-coloniais, a ser realizado em 2019\2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicação digital do relatório final do estágio de pós-doutoramento em Estudos Culturais da Profª. Drª. Wlad Lima da ETDUFPA ICA UFPA junto a Universidade de Aveiro Portugal sob a supervisão da Profª. Drª. Maria Manuel Baptista. A realização dessa pesquisa cobre o período de maio de 2013 a outubro de 2014. Esse site está acoplado ao portal virtual do Programa Doutoral em Estudos Culturais das Universidades de Aveiro e Minho. Está disponível para todos os interessados, mantendo a política de copyleft de sua autora. Esse estágio teve o apoio da CAPES, através de bolsa pós-doc no exterior.